->Notas dispersas da viagem de reestreia de “Romeu e Julieta”

Sábado de manhã. Mal deu tempo de se ajustar `a diferença de fuso de quatro horas e já vamos entrar em cena. Temos um brevíssimo tempo de montar o cenário no palco e ensaiar a peça das 9:00 `as 13 horas. Depois disso, o palco tem de estar liberado para os últimos ajustes técnicos e […]

Nenhum Comentário »

--x--

->

Sexta-feira de manhã. Já estamos no teatro dando uma olhada no cenário. O carro está montado com os três palcos. Parece uma miniatura da nossa Veraneio. O Volvo branco é bem mais baixo e o palco da frente fica numa altura que dificulta a minha levantada com a perna-de-pau. As janelas também são bem menores, […]

3 Comentários »

--x--

->Notas dispersas da viagem de reestreia de “Romeu e Julieta”

Notas dispersas de uma viagem: Onze horas numa lata de sardinha. Esse deveria ser o título do deslocamento do aeroporto de Guarulhos a Heathrow. Apesar da simpatia e da gentileza da equipe de bordo da TAM, é como estivéssemos numa solitária, pagando por alguma infração cometida contra as regras de um presídio. Para passar o […]

Nenhum Comentário »

--x--

->Relato final

ENCONTRO COM IRENE ZIVIANE 5: O trabalho começa com o diagnóstico de problemas corporais de alguns atores estropiados. Dois atores estão com pinçamento na região da coluna lombar. Irene lembra que mesmo com as dificuldades de movimento, causadas pelo dor, é preciso procurar acionar o pssoas e a força ascendente da musculatura anterior, para diminuir […]

Nenhum Comentário »

--x--

->Encontro com Irene Ziviane 4

ENCONTRO COM IRENE ZIVIANE 4: Segue o relato da nossa série de encontros com a Irene: Irene volta a sublinhar a importância dos olhos na composição postural. Trabalhar os seis músculos do sistema ocular, procurando imaginá-los sendo puxados do fundo da cabeça. São músculos vitais porque atravessam a cabeça, chegando até à coluna cervical. Ela […]

Nenhum Comentário »

--x--

->Encontro com Irene Zivizne 3

Segue o relato de nossos encontros com Irene Ziviane. Ontem,fazendo “Romeu e Julieta” no ensaio lembrei o tempo todo de suas observações sobre a verticalidade bípede da nossa condição. Querida Irene! Irene começa a olhar um a um, sentados com os isquios na ponta da cadeira. Todos, sem exceção, apresentam desvios da bacia, ocasionados pelo […]

Nenhum Comentário »

--x--