->Uma certa decadência no ar

Depois do fechamento das salas do Cine Usina e da falência total do espaço do Instituto Moreira Sales,na A. Afonso Pena,comecei a sentir um irremediável gosto de decadência cultural na cidade.O coroamento veio agora com esta sucessão de trapalhadas da organização do FIT_BH,que cancela e depois descancela o evento por falta de dinheiro,organização e de vontade política.E ainda vem com a desculpa deselegante e esfarrapada de que não tinham encontrado uma programação de qualidade.
O jornal “Folha de São Paulo” apressou-se em abrir uma capa para falar das tendências do teatro brasilero a partir do Festival de teatro de Curitiba.É mais uma tendência do teatro, uma das suas atuais chatices – encontrar tendências.As pessoas ,e especialmente os jornalistas,adoram enquadrar as coisas.

Uma Resposta para “Uma certa decadência no ar”

  1. Eduardo, abraços a todos.
    Gostaria de assinar seu comentário. Tenho uma bronca eterna com esta situação: enquadrar, rotular os trabalhos dos colegas, definir “tendências”.
    Como produtor, tenho a obrigação de oferecer ao público uma amostra do que é produzido no Brasil e não apenas espetáculos ligados a certas tendências. Como ator, quero fazer o meu teatro, aquilo que acredito, que me dá prazer. Assisto tudo que posso, mas despojado de outro olhar senão o do prazer que o teatro proporciona.

Deixe um comentário