Close
Exit

OUTROS – Turnê Sul

OUTROS
Direção: Marcio Abreu

TURNÊ SUL | Canoas, Caxias do Sul, Blumenau, Florianópolis e Curitiba

CANOAS
17 e 18 de setembro (terça e quarta) – 20h
Sesc Canoas (Rua Guilherme Schell, 5.340 – Centro)
Ingressos: R$30 (inteira) e R$15 (meia). Ingressos à venda no site: http://bit.ly/galpaoemcanoas

Bate-papo com GRUPO GALPÃO
18 de setembro
quarta | 14h às 16h
Sala Multiuso – SESC Canoas
Entrada gratuita

CAXIAS DO SUL
20 de setembro (sexta) – 18h e 21h
Teatro Municipal Pedro Parenti – Casa de Cultura  (Rua Dr. Montaury, 1.333 – Centro)
Ingressos: R$30 (inteira) e R$15 (meia). Ingressos à venda no site: http://bit.ly/galpaoemcaxias

Bate-papo com GRUPO GALPÃO
19 de setembro
quinta | 19 às 21h
Teatro do Sesc Caxias
Entrada gratuita

BLUMENAU
24 e 25 de setembro (terça e quarta) – 20h
Teatro Carlos Gomes – Auditório Heinz Geyer (Rua XV de Novembro, 1.181 – Centro)
Ingressos: R$20 (inteira) e R$10 (meia).

Ingressos à venda:
24/09: http://bit.ly/galpaoemblumenau-24-09
25/09: http://bit.ly/galpaoemblumenau-25-09

Bate-papo com GRUPO GALPÃO
25 de setembro
quarta | 14 às 16h
Teatro Carlos Gomes – Auditório Heinz Geyer
Entrada gratuita

FLORIANÓPOLIS
02 e 03 de outubro (quarta e quinta) – 20h
Teatro Ademir Rosa – Centro Integrado de Cultura (CIC) (Av. Governador Irineu Bornhausen, 5.600 – Agronômica)
Ingressos: R$20 (inteira) e R$10 (meia). Vendas em breve.

Bate-papo com GRUPO GALPÃO
3 de outubro
quinta  | 14 às 16h
Auditório Maria Cristina Pessi, do CEART – Centro de Artes da UDESC
Entrada gratuita

CURITIBA
5 e 6 de outubro (sábado, 21h e domingo, 19h)
Teatro Guairinha (Rua XV de Novembro, 971 – Centro)
Ingressos: R$30 (inteira) e R$15 (meia). Ingressos à venda no site: http://bit.ly/galpaoemcuritiba

Bate-papo com GRUPO GALPÃO
5 de outubro
sábado | 10 às 12h
Ave Lola Espaço de Criação (R. Mal. Deodoro, 1227 – Centro)
Entrada gratuita

• SINOPSE • 
Depois de NÓS, OUTROS traduz teatralmente as inquietações contemporâneas resultantes do encontro do diretor Marcio Abreu com o Grupo Galpão. Trata do hoje, do momento em que vivemos e das questões que o tornam não mais viável. É um espetáculo sobre a construção da memória e o impacto do agora no porvir. Sobre a necessidade de ruptura com pensamentos e estruturas arraigadas que já não devem nos representar, mas sim abrir caminho para a possibilidade de novos horizontes, paisagens, reflexões. Em cena, a instabilidade desse momento transborda e vai além do que a palavra dá conta de expressar, reverberando nos corpos dos atores e das atrizes em cena, as inquietações, possibilidades e impossibilidades do hoje.

Go top